Lançamento de livro em homenagem a Cuiabá marca 1ª ECSA Literária

No ano em que completa três séculos, Cuiabá ganhou 182 poemas em sua homenagem escritos por alunos do Fundamental II, da Escola Chave do Saber. Os textos fazem parte do livro “Cuiabá em rimas e versos”, lançado na noite desta sexta-feira (22) no Centro Cultural da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). A iniciativa compõe a 1ª edição da ECSA Literária, que visa promover produções textuais de diferentes gêneros entres os estudantes.

A coordenadora do projeto e professora de Língua Portuguesa, Quezia Mary Reis, explica que a publicação do livro é resultado de um semestre intenso de trabalho e muitas aulas, visando “transpor os muros da escola”. A atividade foi realizada com as turmas do 6º ao 9º ano. Além da homenagem à Cuiabá, a ideia também contribuiu com o desenvolvimento textual dos alunos e a expressão de seus sentimentos.

“O poema vem da alma, explora nossa sensibilidade e isto entre os alunos é muito importante. Assim que eu apresentei o projeto, tive total apoio da gestão e já iniciamos as rodas de conversa sobre o tema, com aulas de história, gastronomia, fauna e curiosidades a respeito da cidade”.

Para a diretora da ECSA, Márcia Bezerra, o projeto marca um importante passo da escola em prol da cultura e construção da identidade dos alunos. Durante sua fala, depoimentos de alguns dos estudantes autores do livro foram exibidos em vídeo. “Esta é a primeira edição do ECSA Literária e esperamos contar sempre com a participação e interesse dos estudantes, como aconteceu desta vez. Começamos um projeto que resultou na publicação de um livro. Isto é muito importante e será lembrado para sempre”.

Como parte da programação, o Coral da UFMT se apresentou no palco, com canções em homenagem à Cuiabá. A performance foi acompanhada e aplaudida pelos alunos e familiares. A noite de lançamento contou ainda com uma sessão de autógrafos, onde os jovens autores tiveram a oportunidade de assinar seus livros e entregá-los aos amigos e familiares presentes.

Um dos pequenos autores é Santiago Abel, de 12 anos, que se despede da ECSA no ano que vem. O garoto, que veio do Equador para o Brasil há cinco anos, diz que se inspirou na saudade que sentirá de Cuiabá para escrever seu poema e aproveitou para agradecer pelos amigos brasileiros que ganhou na escola.

“A ECSA fez de tudo para que eu me sentisse melhor. Sendo estrangeiro, poderia ter tido dificuldades de estudar aqui, mas não. Sentirei muitas saudades disso e das alegrias que Cuiabá me deu”, conta.

O livro “Cuiabá em rimas e versos” é uma produção da ECSA e as unidades podem ser adquiridas diretamente na secretaria da escola.